23 de ago de 2010

Bilquis Sheikh, uma nobre muçulmana rasga o véu


Bilquis Sheikh era uma orgulhosa e nobre muçulmana, ex-esposa do ministro do interior do Paquistão. Bilquis aparentava ter tudo: riquezas, uma linda casa com belíssimos jardins, muitos criados, e um filho a quem adorava. Mas ela também sentia um profundo anseio espiritual que não estava sendo preenchido.
Na leitura do Alcorão, começou a notar muitas referências aos escritos judeus que o precederam. Assim, Bilquis decidiu adquirir secretamente uma Bíblia para ver se conseguia algumas respostas.
Quando ela começou a ler a Bíblia, alguns trechos do livro de Romanos chamaram sua atenção. Ela sentiu-se atraída por estas palavras: “Porque o fim da lei é Cristo para justiça de todo aquele que crê” (Romanos 10:4).
“Como Cristo poderia ser o fim da luta?” Bilquis ponderou. E continuou lendo: “… a palavra está junto de ti, na tua boca e no teu coração… se com a tua boca confessares ao Senhor Jesus, e em teu coração creres que Deus o ressuscitou dos mortos, serás salvo” (Romanos 10: 8 e 9).
Bilquis balançou a cabeça. Os muçulmanos aprendem que Cristo não morreu realmente na cruz, e certamente não ressurgiu da sepultura. Por que o Alcorão e a Bíblia se contradizem assim? Bilquis havia aprendido que todo aquele que invocasse o nome de Alá seria salvo. Mas, crer que Cristo era Alá, que Cristo era Deus? Isso era algo totalmente novo.
Mesmo assim, Bilquis não parou de ler a Bíblia. Ela estava fascinada pela história de Jesus. A passagem da mulher adúltera trazida perante Jesus chamou sua atenção. Ela tremeu, sabendo exatamente o destino que aguardava aquela mulher. Os códigos morais do antigo Oriente não eram muito diferentes dos códigos do Paquistão. Os homens da comunidade são compelidos pela tradição a punir qualquer mulher adúltera. Quando Bilquis leu sobre a culpada que ficou tremendo diante de seus acusadores, ela sabia que os próprios irmãos, tios e primos da mulher tomariam logo a frente, prontos para apedrejá- la. Mas aí, Jesus disse:
- Aquele que não tiver pecado atire a primeira pedra.
Bilquis ficou deslumbrada. Em vez de supervisionar a execução legal, o profeta havia forçado os acusadores da mulher, a reconhecerem sua própria culpa. Bilquis sentiu que havia alguma coisa muito lógica, muito certa quanto ao desafio daquele profeta. Aquele homem falava a verdade.
Mais tarde Bilquis ficou conhecendo uma missionária cristã, a senhora Mitchell. Um dia ela perguntou:
- Senhora Mitchell, sabe alguma coisa sobre Deus?
A missionária pensou um momento e respondeu:
- Infelizmente não sei muito sobre Deus, mas eu O conheço.
Bem esse é um trecho de um maravilhoso livro que li quando mais jovem, Atrevi-lhe a chamar-lhe Pai, onde Bilquis Sheikk escreve como conheceu o Senhor e como passou a vê-lo com seu Pai, já que os muçulmanos não se atrevem a chama-Lo assim!
Adquira esse livro, tem disponível no site da Editora Vida
Related Tags: Atrevi-lhe a chamar-lhe Pai, Bilquis Sheikh, nobre muçulmana converte ao cristianismo.
 
Fonte: http://www.am3m.com.br/

11 de ago de 2010

Testemunho de Fé e coragem

Hoje fui impactada por um testemunho de fé, coragem e milagre..
A história de vida é de Helen Berhane, que vivia na Eritréia,  Um país que se localiza no chifre  da Africa Helen foi presa pela sua fé, mas precisamente por ter gravado um Cd Evangélico com louvores e adoração a Deus. Os seus perseguidores acharam aquilo uma afronta e a sequestraram juntamente com outros Cristãos, que dizem  que por fim eram mais de 2 mil presos, por professarem sua fé, todos membros de igrejas Evangélicas.
Helen, foi sequestrada e esquecida num container   no meio do deserto, masi de 40 graus de dia e menos 10 graus a noitejuntamente com outros cristãos, eram violentamente espancados todos os dias, durante anos, suas pernas foram quebradas.E cada vez que ela apanhava, eles a apresentavam uma carta em que lhe fazia negar tudo o que ela havia dito nas canções que ela tinha feito, na verdade era documento em que ela negaria a Jesus, e mesmo apanhando todos os dias ela nunca assinou tal documento. E ela nos conta em seu testemunho que todas as vezes em que era espancada, quando voltava para seu container ela era envolvida por uma paz e uma alegria e seus amigos de prisão ficavam confusos com aquele sentimento e ela dizia que não sabia explicar, mas que apesar de toda dor e sofrimento havia paz dentro dela..
Então todos foram coduzidos a orar, era a única maneira de trazer paz naquele momento de dor, juntos oravam seis vezes por dia, acordavam no meu da noite 3 vezes para orar, e assim ela fez todos os dias durante toda a sua sentença.
Ela conta que também haviam outros presos que não conheciam o Senhor, mas que eram impactados pelas orações e pelos louvores.
Anos depois, ela foi liberta e recebeu asilo polico na Europa.
Eu confesso que chorei ao ver esse testemunho, de ver tamanha fé. E eu te convido a se juntar comigo em oração por essas pessoas que são perseguidas, pelas Igrejas perseguidas, o fim está próximo. O que você tem feito? Hoje eu percebi que eu não tenho feito nada. Mas que apartir de hoje minha conduta vai ser diferente, não posso me anular diante das( Helen) que existem ao redor do mundo. E você vai continuar sem fazer nada?



Deus

7 de ago de 2010

Oque Deus vai te perguntar?


Deus não vai perguntar que tipo de carro você costumava dirigir... mas vai perguntar quantas pessoas necessitando de ajuda você transportou.
Deus não vai perguntar qual o tamanho da sua casa... mas vai perguntar quantas pessoas você abrigou nela.
Deus não vai fazer perguntas sobre as roupas do seu armário... mas vai perguntar quantas pessoas você ajudou a vestir.

Deus não vai perguntar o montante de seus bens materiais... mas vai perguntar em que medida eles ditaram sua vida.
Deus não vai perguntar qual foi o seu maior salário... mas vai perguntar se você comprometeu o seu caráter para obtê-lo.
Deus não vai perguntar quantas promoções você recebeu... mas vai perguntar de que forma você promoveu os outros.
Deus não vai perguntar qual foi o título do cargo que você ocupava... mas vai perguntar se você desempenhou o seu trabalho com o melhor de suas habilidades.
Deus não vai perguntar quantos amigos você teve... mas vai perguntar para quantas pessoas você foi amigo.

Deus não vai perguntar o que você fez para proteger seus direitos... mas vai perguntar o que você fez para garantir os direitos dos outros.

Deus não vai perguntar em que bairro você morou... mas vai perguntar como você tratou seus vizinhos.

Deus não vai perguntar quantos diplomas você conquistou... mas vai perguntar como você usou seu conhecimento para o bem comum.
Deus não vai perguntar quantos hectares tinha sua propriedade... mas vai perguntar se você ajudou a proteger o meio-ambiente.
Deus não vai perguntar quantas pessoas você atraiu para a igreja... mas vai perguntar como você influenciou o Mundo à sua volta.
Deus não vai perguntar que herança você deixou para seus filhos... mas vai perguntar que legado deixou para as próximas gerações.
E eu me pergunto:
Que tipo de respostas terei para dar?
Talvez Ele nem faça pergunta alguma. Bastaria Seu olhar prescrutante para que todas essas perguntas nos viessem à mente num abrir e piscar de olhos.
E você, está pronto pra encontrar-se com Deus?

FONTE:http://hermesfernandes.blogspot.com/2009/08/o-que-deus-nao-vai-perguntar.html